16 de abr de 2009

A propaganda é a alma, o corpo e o mico do negócio

Acho que no mundo atual, pouquíssimas pessoas nunca viram ou ouviram uma propaganda. Ela está por todo lugar: nos filmes que assistimos, na televisão, na novelinha, no jornal impresso e até na moda, onde você tem que ser um outdoor ambulante de marcas. Enfim, a propaganda nos persegue.

Quem nunca ficou com aquela musiquinha daquele comercial na cabeça durante um dia todo? E é isso que os publicitários procuram: uma campanha que vai GRUDAR na sua cabeça e fazer você comentá-la porque, apesar de toda a tecnologia no mundo, a melhor propaganda continua sendo a boca-boca.

Foi pensando em algo que grudasse nas pessoas que uma companhia japonesa do que me parece ser um chiclete desenvolveu (no que me parece ser um concurso) uma dancinha e propôs aos clientes que gravassem um vídeo dançando a tal e enviassem para o canal no YouTube para concorrer à um prêmio.
Eis a coisa arte:


Bom, nem sei por onde começar: se é pela música, pela dança, pelos cenários ou se é pelos objetos e animais que, no fim, acabam virando uma japonesinha loira e gordinha.

Como eu não sei japonês, não sei a quantas anda o concurso, mas há no canal da empresa, dezenas de vídeos de japoneses pagando esse mico para ganhar 100 milhões de ienes por ano.

Você pagaria esse mico ou preferiria esperar o BBB10 e concorrer à 10 milhões de reais?

8 de abr de 2009

Decepção define

Eu me recusei a falar de BBB durante esses três meses, mas não deu. Juro que nunca fiquei tão decepcionado com alguma coisa na vida, do que com essa vitória do Max. Foi pior do que quando eu pedi o CD do Pokémon no Natal e ganhei o da Angélica.
Priscila merecia ganhar. Merecia de verdade, mas não ganhou. Sabe por que?

Por que, tio Rôdy?

Porque mais uma vez o povo-gado foi conduzido pelo boiadeiro Boninho até o pasto onde ele queria que todos pastassem. Foi o BBB mais manipulado EVER!
Qual foi o critério de escolha para os participantes da primeira casa de vidro? Por que, do nada, a regra foi mudada colocando dois participantes da primeira casa de vidro dentro da casa? Por que foram colocados mais dois participantes na casa no meio do jogo?
Só o Boninho sabe.

Pri foi verdadeira. Em momento algum alí mentiu, foi falsa ou não foi ela mesma. Se jogou? Se jogou! Foi espalhafatosa e se mostrou muito? Lógico!, quem não quer ser visto em rede nacional? A única diferença é que Pri nunca negou o que fazia alí. Nunca precisou chegar pra terceiros e falar mal de segundos. Ela falou na cara, dos próprios amigos, até. Tinha tudo pra sair nos primeiros dias por conta do preconceito do brasileiro em relação às mulheres gostosas: "Ah! são biscates e vazias!". Ficou. Ficou e fez com que todos vissem quem era realmente a Priscila, por debaixo daquela pouca roupa e aquela maquiagem forte.

E Max? Você realmente sabe quem é o Maximiliano? Eu não sei. E realmente não faço questão de saber. Alguém que não se mostra de verdade com medo de que o seu verdadeiro eu não agrade ao público, é de confiança? Pra mim não.
O único ato verdadeiro de Max alí dentro, foi o choro de quando perdeu a prova do líder e foi ao paredão com a Ana. Chorou de medo.

Mas fazer o que se o "gatinho" (sic!) tatuado que sai na Capricho, conquistando o coraçãozinho de crianças e pré-adolescentezinhas fãs de NxZero, sempre ganha o BBB?

Ainda não me desceu essa vitória do Passivize-se. Quem você conhece que votou nele? Eu não conheço ninguém...